Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

De volta ao SBT, Otávio Mesquita comenta saída da Band: “fui um gênio”

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Otávio Mesquita e Kiko Pissolato no Pânico

Otávio Mesquita e Kiko Pissolato no Pânico

Fonte: Jovem Pan

Otávio Mesquita e Kiko Pissolato no Pânico

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Otávio Mesquita e Kiko Pissolato no Pânico

Em novembro de 2013, Otávio Mesquita anunciou que deixaria a Band, emissora em que ficou por mais de 10 anos e comandou os programas A Noite é Uma Criança, Popcorn TV e Claquete. Na ocasião, muitos não entenderam sua atitude aparentemente repentina. A resposta veio em fevereiro do ano seguinte: ele estava se preparando para voltar ao SBT como apresentador do novo Okay Pessoal. Em entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (9), ele explicou os motivos que o levaram a mudar e afirmou com todas as letras que fez a escolha certa.   

“Estou na TV há 28 anos fazendo a mesma coisa no mesmo horário. Mudei muito nesse tempo. Tenho que me reinventar. Metade da minha vida eu passei na Band. Agradeço muito por isso, tenho uma relação maravilhosa com a emissora. Saí porque os interesses não se conectaram. Fui para o SBT em dezembro, em um momento que não se contratava ninguém. Acho que fui gênio, fazendo uma autoanálise”, disse. 

Esta é a segunda passagem de Otávio pelo SBT. Ele foi contratado pela primeira vez em 1993 e permaneceu na casa até 2000, período em que passou por atrações como Tempo de Alegria, Fantasia, Programa Livre e Domingo Legal. Nesse tempo, o apresentador construiu uma relação próxima com o dono da empresa, Silvio Santos, mas garante que isso não influenciou diretamente em seu retorno. 

“Tenho uma relação confortável com o Silvio. Mas atenção celebridades: nunca peçam emprego para ele, esse não é o caminho. O SBT está super profissionalizado. Tem um conselho, meu nome passou por todos, fizemos estudos comerciais. E entrei como sócio do programa, o que era o sonho da minha vida. Sei que o Ratinho, o Raul Gil e a Marilia Gabriela fazem isso também. É maravilhoso, você tira as despesas e divide o lucro. Só tenho coisas boas do SBT e também da Band para falar. Graças à minha saída dela, empatei com a Globo ontem”, comemorou. 

O apresentador foi questionado, em seguida, sobre uma possível crise na emissora e negou. Para ele, é a televisão, de modo geral, que tem passado por uma fase complicada. 

“A crise é geral. A televisão está passando por um momento complicado. Meus maiores concorrentes atualmente são o travesseiro, pelo horário do meu programa, e a internet”, contou. 

Além de atuar na TV, Otávio também possui uma série de outros projetos profissionais, incluindo alguns envolvendo automobilismo e outros com marketing digital. Estes últimos estão ligados à BR Sports, empresa que representa diversos esportistas do país, incluindo alguns jogadores da Seleção Brasileira. 

“Tenho uma veia empreendedora latente nos meus negócios. Sobre esse projeto, vi que todo mundo ficava postando um monte de coisa na internet, mas sem ter valorização. Achei que estavam perdendo dinheiro. Por isso chamei uns caras que tinham a BR Sports e falei para montarmos uma empresa para comercializarmos as redes sociais. Em três meses, tivemos faturamento de R$ 1 milhão”, revelou.   

Confira a íntegra no áudio.


Tags da Pan

Comentários