Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

Otávio Mesquita dá detalhes de entrevista com Michel Temer: "descontraída"

por Jovem Pan, . - Atualizado em

O apresentador mostrará o presidente um pouco mais relaxado e tranquilo

O apresentador mostrará o presidente um pouco mais relaxado e tranquilo

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Otávio Mesquita renovou o seu contrato com o SBT e no Jovem Pan Morning Show desta terça-feira (30), deu mais detalhes de sua entrevista com o presidente Michel Temer que irá ao ar em breve. O apresentador explicou que mostrará um lado mais humano do peemedebista, tirando a tensão característica que o político demonstra.

“Eu pedi uma entrevista em 7 de novembro. Eu queria falar de tudo menos de política. Quando ele foi no SBT, o próprio secretário falou para aproveitar para falar com o Temer. Falei: ‘presidente, todo mundo pergunta dos problemas e o senhor está sempre tenso. Quero mostrar coisas diferentes, fotos antigas para o senhor relaxar’”, contou.

O veterano de 58 anos acrescentou que falará um pouco de política com Temer, mas que de uma forma mais descontraída.

“Tem momentos que vou tocar, mas de uma maneira informal. Tem que dar uma politizada mas tem que ser descontraído”, completa.

Sempre bem-humorado, Mesquita acredita que a televisão precisa sempre se reinventar, assim como ele tenta fazer ao longo de sua extensa carreira. Para o apresentador, muitos dos seus colegas de profissão precisam buscar ser mais espontâneos para conseguir manter a audiência nas alturas.

“Eu tenho duas televisões no meu escritório. Acho que a TV precisa se reinventar um pouco. Tirando Luciano Huck, Silvio Santos e Faustão, o restante precisa se reinventar um pouco. Eu acho que ela tem que partir de fora para dentro. Por que hoje explodiu os influenciadores? Porque eles fazem de maneira espontânea. A Tabata eu levei para a televisão novamente e está bombando”, opina.

Querido por muitas pessoas no meio e sempre com um sorriso no rosto, Otávio acredita que entender o ser humano é essencial para estar feliz e com bom humor.

“É uma coisa louca, sempre fui assim na minha. Nunca ao longo nesses 58 anos de idade eu bati em alguém. Eu não sou humorista, só tenho bom humor. Quando a pessoa me ofende, eu falo que a gente conversa depois quando estiver mais calmo. A simplicidade de entender que o ser humano é bipolar, é normal. Eu não gosto de entrar em brigas”, conclui.


Tags da Pan

Comentários