Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

Nany People revela que foi assediada aos 5 anos: “travei sexualmente”

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Nany People no Morning Show - 12/04/2017

Nany People revela que foi assediada aos cinco anos de idade

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Nany People revela que foi assediada aos cinco anos de idade

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Nany People revela que foi assediada aos cinco anos de idade

Nany People contagia muita gente com sua alegria e espontaneidade, mas nem sempre foi assim. A comediante revelou no Morning Show desta quarta-feira (12) que sofreu assédio sexual quando tinha apenas 5 anos de idade e que isso afetou a suas experiências sexuais por muito tempo.

A transexual preferiu não falar o nome da pessoa que a abusou, já que é uma pessoa conhecida da cidade onde tudo aconteceu. O trauma fez com que ela perdesse a virgindade apenas aos 22 anos, quando tinha aceitado a sua condição de ser uma mulher.

“Eu era muito criança e aprendi ali que não podia confiar nas pessoas. Era uma pessoa pública da cidade. Não posso falar, pois o mundo gira e a pessoa tem descendentes”, informou. “O que acho que isso acarretou em mim foi que fiquei travada sexualmente. Embora tivesse uma condição de transexulidade, fui transar com 22 anos”, completou.

Ao participar do reality show “A Fazenda”, Nany sentiu a pressão que era estar num local isolado, recheado de pessoas desconhecidas. Mesmo com todo o estresse, a artista não concorda com o ex-BBB Marcos, que citou o clima da casa para justificar ter perdido a cabeça e ter se excedido com Emilly, o que causou a sua expulsão do programa.

Nany ressalta a fala de Tico Santa Cruz, que havia dito que estar no reality show da Record era como estar num universo paralelo. Para ela, é importante impor seus próprios limites para não agir de forma errada, pois tudo o que acontece e é apresentado para o Brasil inteiro pela TV ecoará para sempre na vida.

“A pressão do Big Brother Brasil não justifica a forma como o Marcos agiu. O Tico (Santa Cruz) falava algo legal, de que vamos para um universo paralelo. Você começa a brigar com um copo de água se puder. Você fica sem informação do mundo externo e você vira um bicho. Quando alguém leva uma punição e o coleguinha vai e comete o mesmo erro, você quer mata-lo. Você começa a nivelar por baixo a sua conduta moral. Eu saí de lá com fama de honesta, pois impus limites”, explicou.

O assédio moral é algo que pouca gente vê como crime. Nany vê que Marcos poderia ter sido expulso – e até preso – por conta da forma que utilizou para reprimir Emilly, encurralando-a e apontando o dedo em seu rosto aos gritos.

“Violência é uma coisa muito comum e atual. Essa coisa de assédio do BBB é algo muito condizente. Assédio moral é crime e pouca gente sabe. Gritar com a namorada, reprimi-la é crime”, enfatizou.

Tags da Pan

Comentários