Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

“Mulheres precisam estar em contato com sua sexualidade”, diz Carol Teixeira

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Carol Teixeira visita o Morning Show; veja fotos

Carol Teixeira promoveu bate-papo sobre sexo no Morning Show desta segunda-feira

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Carol Teixeira promoveu bate-papo sobre sexo no Morning Show desta segunda-feira

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

<p>Carol Teixeira promoveu bate-papo sobre sexo no Morning Show desta segunda-feira</p>

Em tempos que o feminismo vem ganhando cada vez mais força, a mulher ainda tem muito que evoluir e se conhecer. É o que diz a colunista da revista VIP, Carol Teixeira, que apontou que o empoderamento precisa ir além da questão política social, englobando a sexualidade. No Morning Show desta segunda-feira (4), a bela disse que a mulher precisa entrar em contato com o seu próprio corpo.

“As pessoas focam muito nessa busca política e eu acho que precisamos também dessa questão da sexualidade, estar em contato com a nossa sexualidade, em contato com seu próprio corpo. Isso foi negado por muito tempo e agora que estamos avançando. Essa causa é tão importante quanto todas as outras”, explicou.

Há um grande tabu entre as mulheres de querer sempre agradar o parceiro no momento do sexo, seja fingindo prazer ou entrando num jogo fantasioso de filmes pornográficos. Teixeira defende que isso acabe e que tudo se torne mais real e sincero.

“Isso precisa quebrar um pouco. Em algum momento da vida já fomos aquela que quer agradar. Na nossa vida tem essa competição pela atenção do homem. Muitas já fingiram orgasmo para agradar o homem. A cultura do pornô faz com que esperem sempre gozar em 5 minutos ou vai ter aquela gritaria”, argumentou.

Muitas pessoas criticam o feminismo, que algumas vezes entra numa vertente extrema. A colunista diz que é necessária essa onda de politicamente correto em relação às mulheres e ressaltou a importância de ter um radicalismo para chegar ao equilíbrio.

“Acho maravilhosa essa coisa do politicamente correto. Precisamos passar por um radicalismo para encontrar o equilíbrio. Melhor fazer clichês publicitários do que outras coisas, como a gostosa no comercial de cerveja”, concluiu.

Tags da Pan

Comentários