Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

Mesmo de esquerda, Contardo Calligaris defende que população ande armada

por Jovem Pan, . - Atualizado em

O psicanalista também deu a sua versão sobre relacionamentos amorosos

O psicanalista também deu a sua versão sobre relacionamentos amorosos

Fonte: Reprodução/Youtube

O colunista da Folha de S. Paulo, Contardo Calligaris, não esconde de ninguém que seu posicionamento político é voltado para a esquerda. Mesmo assim, o italiano olha e concorda com alguns ideais da direita, como ser contra a campanha do desarmamento. No Morning Show desta quarta-feira (29), o psicanalista defendeu que a população brasileira possa andar armada para se defender da violência.

“Sou a favor da ideia de que se possa ter armas em posse. Ter armas sem a competência de tê-las é um problema. Fora isso, eu sou de uma família de resistentes. Sei que essa é uma ideia de direita, mas não sou alguém monopolítico, mesmo sendo de esquerda”, enfatizou.

Dramaturgo e responsável pela série da HBO “PSI”, Calligaris explicou que adora ler opiniões adversas a dele, como colunistas de direita nos meios de comunicação. Para ele, não tem graça conhecer ideias que se assemelham a dele.

“Qual é graça de ler algo de esquerda e que se alinha ao meu discurso? Busco entender as ideias diferentes da minha”, contou.

Casado por oito vezes, o psicanalista tem uma visão mais dura do amor. Grande parte das pessoas reclamam diariamente nas redes sociais que está difícil conseguir se relacionar nos dias de hoje. O colunista vê a grande dificuldade de um relacionamento em outro ponto: a separação.

“No campo amoroso é a dificuldade de se separar. O que surpreende, porque muita gente acha que é difícil encontrar alguém, mas a dificuldade é de se separar. As pessoas levam em média de 2 anos até 15 anos para deixar o sentimento”, afirmou.

Como conseguir que um relacionamento dê certo? Calligaris aponta que o primeiro passo é aceitar o parceiro como ele é, sem ter a pretensão de muda-lo. Ele também ressalta que as pessoas precisam colocar uma relação amorosa como antídoto para todos os problemas da vida.

“O amor não transforma ninguém, só piora. Ou você aceita a pessoa com os defeitos que ela tem, ou segue em frente”, disse. “Acho que pode acontecer se não vivermos na ficção que deveria ser a coisa que responde aos anseios de nossa vida. Pode ser algo intenso, mas sem esperar que seja para sempre. Ele pode ser agradável, mas não resolverá problemas com seu pai, por exemplo”, concluiu.

PSI

Criador da série “PSI” da HBO, Calligaris deu detalhes sobre a produção da terceira temporada do show. Segundo ele, o novo ano será muito especial para quem acompanhou as temporadas anteriores e também já está desenvolvendo o enredo para o ano quatro.

“A variedade é um campo praticamente infinito. No ponto de vista da psicanalise existem categorias clinicas, mas no fundo cada história é singular. Cada história é aquela história. Já estamos escrevendo a quarta. A terceira é bastante especial para quem viu as outras duas temporadas. Cada história tem dois episódios e isso faz com que nos aprofundemos mais nos pacientes”, revelou.

Tags da Pan

Comentários