Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

Maurício Meirelles vê Bolsonaro como Lula em 1989 e alerta: “não se idolatra político”

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Maurício Meirelles visita o Morning Show; veja fotos

Maurício Meirelles participou do Morning Show desta terça-feira

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Maurício Meirelles participou do Morning Show desta terça-feira

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

<p>Maur&iacute;cio Meirelles participou do Morning Show desta ter&ccedil;a-feira</p>

O humorista Maurício Meirelles está completando 10 anos de carreira em 2017 e se apresentará para 3 mil pessoas no Espaço das Américas, em São Paulo, no próximo domingo, 30 de junho, com o espetáculo especial do Webbullying. Convidado do Morning Show desta terça-feira (25), o comediante vê a figura de Jair Bolsonaro como a de Lula em 1989, quando foi tratado como um ídolo pela população mais jovem que desejava mudanças na política nacional.

Meirelles foi criticado pela base de apoiadores de Bolsonaro em suas redes sociais e alertou o perigo que é idolatrar um político.

“O Bolsonaro está virando o Lula de 1989, com jovens imaturos o tratando como ídolo. Cuidado com quem você idolatra, pois ele é político. As pessoas levaram errado o que eu falei e não querem entender a mensagem. Eles querem entender que comparei Bolsonaro ao Lula”, explicou.

No próximo domingo, o humorista irá fazer um webbullying especial com uma celebridade que tem o seu nome guardado a sete chaves. Desde que começou a invadir as redes sociais dos convidados em seus shows, Meirelles revelou que criou filtros para não expor coisas indevidas e que acarretam problemas depois.

“Já passei dos limites. No começo não sabia lidar com isso. Eu não abro o histórico por exemplo. Hoje em dia eu pergunto se pode abrir algumas conversas. Antigamente arrumei problemas e tive que arcar com as consequências em algumas vezes”, contou.

Mas será que Meirelles se acha engraçado? Para o ex-CQC, a graça tem a ver como se lida com as limitações e que é necessário buscar formas inteligentes de criar piadas para fugir da mesmice.

“A graça tem a ver com a limitação. Quando você tá limitado, você precisa ser mais inteligente. É a velha discussão de chamar o gordo de elefante, isso já vem na cabeça. Você não consegue fazer piada de obesidade de uma forma inteligente?”, questiona.

Tags da Pan

Comentários