Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

"Inimigo dos maconheiros", Sikêra Júnior acredita que legalização diminuirá criminalidade

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Sikêra Júnior no Morning Show - 28/03/2017

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

"Inimigo dos maconheiros", Sikêra Júnior defende legalização da droga

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

"Inimigo dos maconheiros", Sikêra Júnior defende legalização da droga

O jornalista Sikêra Júnior ficou famoso por rogar uma praga contra usuários de maconha no programa “Plantão Alagoas”, mas demonstrou ser a favor da legalização da droga. No Morning Show desta terça-feira (28), o alagoano acredita que com a erva sendo vendida de forma legal, as mortes no estado relacionadas ao assunto irão diminuir.

Deixando o tom brincalhão de lado, o apresentador afirma que mais de 500 mortes foram registradas desde janeiro por conta de jovens que acabam sendo vítimas de traficantes por dívidas relacionadas à droga.

“Na minha cidade onde eu trabalho eu dou números exatos. Morreram 514 pessoas desde janeiro por causa de maconha. Não por conta dos efeitos, mas por causa o débito com traficantes. Vocês não têm ideia de quantas famílias ouço por dia pedindo ajuda por causa de maconha”, revelou. “Sou a favor da legalização da maconha porque está matando a moçada. Eles estão subindo o morro e levando tiro”, completou.

Sikêra sofreu um infarto no fim de 2016 e retornou triunfante à televisão após se recuperar. Com a fama e os holofotes sobre ele, o jornalista revelou que tem recebido diversas propostas de emprego em outros estados do Brasil, mas preferiu desconversar sobre a sua ida ao SBT, que aconteceu na última segunda.

“Tive convite de Brasília, Minas Gerais e em São Paulo houve uma cantada. Estou bem empregado, o pessoal me trata bem e aumentaram o meu salário”, informou. Não tenho a mínima vontade de morar em São Paulo. Se isso acontecer, é porque dinheiro na mão, calcinha no chão. Se acontecer, se prepara, durante 5 anos, você vai ter um salário de 5 mil reais. Esse cara me promoveu para o Brasil”, prometeu para Vinicius Moura.


Tags da Pan

Comentários