Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

Gabriel o Pensador diz que novo hit não é voltado apenas a Temer: “a todos os políticos”

por Jovem Pan, . - Atualizado em

O músico falou muito sobre suas visões políticas no programa desta quinta

O músico falou muito sobre suas visões políticas no programa desta quinta

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

Gabriel o Pensador voltou com tudo em 2017 após lançar a música “Tô Feliz (Matei o Presidente) 2”, crítica direta ao governo de Michel Temer e ao atual momento político pelo qual o Brasil passa. Em entrevista ao Morning Show desta quinta-feira (16), o cantor garante que seu alvo não foi apenas o presidente, mas sim todos os políticos corruptos de Brasília.

“Nosso problema não é só um presidente, são todos os políticos, é a falta de ética, é tornar política uma torcida de futebol. Você pode atuar durante um mandato também, não só esperar as eleições. Nessa música falo muito sobre o povo desunido. Eles estão dividindo os brasileiros, nós não éramos assim. Toda essa discussão só faz bem para eles”, opina.

Mas como surgiu a vontade de fazer a segunda versão da canção, que nasceu no início dos anos 1990, em protesto contra Fernando Collor? Segundo Gabriel, não houve nenhuma pretensão, apenas um desabafo com as medidas tomadas por Temer em relação à exploração da Amazônia.

“Essa música “Tô Feliz (Matei o Presidente) 2” surgiu sem nenhuma pretensão. Eles liberaram a área da Amazônia para exploração e isso me deixou puto. Isso mostrou como fazem as coisas sem pensar em nós, sem nos consultar para nada”, explica.

Como não poderia ser diferente nesse fla-flu vivido nos últimos anos, muitas pessoas questionaram o Pensador por não ter “matado” Lula ou Dilma Rousseff. O artista vê esse tipo de acusação como idiota e afirma que é só as pessoas pesquisarem que acharão críticas suas sobre o governo do PT.

“Isso é meio idiota e eles sabem que se pesquisarem, tem eu falando de mensalão e uma porrada de coisas. Eu falo de qualquer governo. Um dia falei de um tiroteio na Rocinha e interpretaram que eu era contra a Dilma. Na internet está cheio de manipulador, tem gente que recebe dinheiro para isso”, argumenta.


Tags da Pan

Comentários