Rádio JOVEM PAN

100.9. Jovem Pan São Paulo

Ouvir

“Chamar Moro de herói tira a sua importância”, opina ator de filme sobre Lava Jato

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Antonio Calloni interpreta o delegado Ivan, inspirado no oficial da PF Igor Ramalho

Antonio Calloni interpreta o delegado Ivan, inspirado no oficial da PF Igor Ramalho

Fonte: Johnny Drum/Jovem Pan

“Polícia Federal – A Lei é Para Todos” promete promover o debate entre os apoiadores da Operação Lava Jato e quem acha que ela comete os seus excessos e não mira em todos os corruptos do Brasil. Em entrevista ao Morning Show desta quarta-feira (30), Antonio Calloni opinou sobre a figura praticamente heroica de Sérgio Moro, juiz responsável pela condução da operação.

Para o intérprete do delegado Ivan na produção, tratar Moro com herói é um problema e diminui a sua importância, já que ele está apenas fazendo o seu trabalho. O comentário surgiu após o jornalista Augusto Nunes relembrar a participação do curitibano no Fórum Jovem Pan Mitos & Fatos, em que o juiz foi um dos convidados.

“Essa figura do herói é um problema. Você não pode diminuir a importância do Moro chamando-o de herói. Ele é um trabalhador, está fazendo apenas o seu trabalho”, comentou.

Com o Brasil cada vez mais falando sobre política, mas também criando uma grande bipolarização sobre o tema, Calloni não acredita que o filme possa atrair uma resposta negativa e até um boicote de colegas de trabalho.

O diretor Marcelo Antunez ressalta a opinião do ator e acrescenta que o único objetivo dele é entreter e provocar um debate sobre toda a operação.

“É o que o Calloni falou, todos têm direito a opinião. É uma obra cinematográfica, é cinema, é ficção fortemente baseada em fatos reais. Não tem nenhum objetivo, eu sou cineasta, não sou articulador político. Além de entreter, a ideia é provocar o debate. Vivemos décadas sem discutir política e o que me atraiu nesse projeto foi trazer essa história que ainda está acontecendo”, completou.


Tags da Pan

Comentários